Wednesday, February 6, 2008

Tempos

De tempos a tempos há tempos assim. Críticos, macambúzios, enfadonhos.
De tempos a tempos o tempo não ajuda e prolonga-se preguiçosamente como se se recusasse simplesmente a colaborar.
De tempos a tempos sinto saudade de outros tempos.
De tempos a tempos sou eu que não tenho tempo, ou tenho-o em demasia para reflectir sobre o que vale e o que não vale o meu tempo.
Uma perda de tempo este tempo desgostoso, triste, pesado.

3 comments:

Gione said...

Também acho que é uma perda de tempo perder tempo com o tempo que se perdeu e que já está perdido para sempre.

PDuarte said...

Não digas isso.
Ainda estás a tempo de pensar de outra forma.
Bj.

Eyes wide open said...

É preciso deixar passar o tempo... para que venha o bom tempo!


*